Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

4 de fevereiro de 2010

Pergunta

Oie povo... Na verdade não pretendia colocar outra história aqui tão cedo... mas devido novamente a moleza do meu cerebro, aqui estou eu :P Parte dessa besteira mental foi causada pelas fotos que a yas colocou... usei muito fudope... Fora o BBB que vejo toda noite que que tira meu sono... mas isso é assunto para outro post :D

Bem não vou dizer o nome da História, por que o nome da história é o nome do personagem principal... e nome do personagem vocês só vão saber depois que estiverem bem curiosas ;D

Fiquem com o conto

“O que é a vida?” Sempre me fiz essa mesma pergunta, varias vezes, mas o fato de refazer a pergunta, não significa achar a resposta certa... ao que sempre pareceu, meu destino sempre esteve traçado;uma linha reta sem problemas ou mudanças de rota. Como eu era uma mulher jovem em uma cidade pequena, eu aparentemente só tinha um futuro, arranjar um “bom partido” com quem podia me casar e ter filhos.Mas não foi isso que aconteceu comigo.
Nunca tive o habito de beber, e por isso, logicamente, nunca tive o habito de frequentar bares noturnos, o que não me impediu de ir a um bar aquela noite, precisava falar com meu primo, e ele ia muito lá.Minha missão se provou um verdadeiro fiasco, mas como já estava lá, resolvi tomar um suco, naquele momento não percebi que minha sede, na verdade, resultaria no meu fim.
Neste momento “ele” entrou, o homem mais magnífico e apavorante que eu já tinha visto, sua pele era perolada, de um tom que eu nunca vi em ninguém, os olhos eram mais negros que a noite mais escura, eles se pareciam com um poço fundo sem fim, aquele ser ,que tinha acabado de entrar no bar, tinha uma beleza tão forte que irradiava perigo “isso não pode ser real” repetia pra mim mesma, mas tudo que tinha de razão em minha mente desapareceu quando ele olhou em meus olhos,eu me sentia com um desejo incontrolável de atravessar a pequena distancia que nos separava,e perguntar a ele quem ele era de fato,assim que esse pensamento passou pela minha cabeça, como se fosse um movimento involuntário, como piscar ou respirar, eu estava indo de encontro a ele, não sentia nem um traço da timidez que fazia parte de mim desde pequena, quando dei por mim estava bem na sua frente, mas não me sentia envergonhada então perguntei seu nome,ele sorriu pra mim, não um sorriso descontraído ou alegre, mas um sorriso malicioso, e me disse que me contaria tudo que eu quisesse saber se saísse com ele dali.
Novamente meu corpo agiu sem minha autorização, ele pegou minha mão e me levou dali, não me lembro do percurso que fizemos, só me lembro de estar em um campo aberto, e que o céu estava estrelado.Quando senti sua presença marcante novamente, ele estava cheirando meu cabelo,aquilo me causou arrepios frenéticos em todo meu corpo, ele afastou meu cabelo do meu pescoço, e por um momento achei que ele estava me beijando,mas não era isso que ele estava fazendo.
Enquanto ele tirava minha vida e eu também a via indo embora, só conseguia pensar em uma coisa, só uma, uma coisa que talvez pareça sem importância, mas que era tudo que eu queria, a cada minuto me sentia mais fraca, até que uma nata começou a se formar em meus olhos e percebi que não tinha mais que alguns segundos, então perguntei ao homem que tirou meu futuro, a única coisa que eu realmente queria saber, “qual seu nome?”, esse foi meu ultimo gesto, minha ultima pergunta, e por culpa do destino, eu nunca soube a resposta.

Qual será o nome desse assassino gostoso ein :P

By_Flávok_

1 comentarios:

Naninha... disse...

NOSSA ESSE CONTO JÁ ME DEIXOU CURIOSA
!!!!
AMEI

Assuntos