Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

27 de junho de 2009

Perfeição

Com as férias chegando, eu acho que esse blog vai começar a ficar mais animado. Será que vai aparecer algum conto da flávia? Eu estou esperando ;D
***
"Você não pode ter as duas coisas - ou você quer que as pessoas ignorem seu aniversário ou não. É um ou outro!" Eu parecia uma criança pirracenta que não queria dar o braço a torcer. Uma parte de mim esperava que ela se irritasse e me mandasse embora – se ela estivesse sentindo raiva de mim poderia ser mais fácil.

"Tudo bem, eu decidi que não quero que você ignore meu aniversário”, seu tom mostrava que ela não aceitaria réplicas. “Vejo você lá em cima”.

Ela saiu decidida, mas voltou para pegar os presentes. "Você não tem que pegar isso", eu falei. Eles não seriam mais bem-vindos agora – especialmente depois que eu partisse.

"Eu os quero", ela era impossível. Até algumas horas atrás ela executaria qualquer um que falasse em presentes. "Não, não quer. Carlisle e Esme gastaram dinheiro com você."

"Eu vou sobreviver". Ela começou a recolher os presentes de forma desajeitada no braço sadio e quando me dei conta, eu já estava lá oferecendo ajuda. "Deixe-me carregá-los, pelo menos", pedi em voz baixa.

Ela sorriu pra mim. "Obrigada"

Aquele sorriso me desnorteou, varreu tudo o que havia na minha mente sem deixar nada além daquele sorriso encantador. "Feliz aniversário", eu não fui capaz de segurar as palavras. O sorriso cresceu.

Repentinamente eu me senti atraído para aqueles lábios, assim como as marés eram atraídas pela lua. O calor me inundou eu não resisti ao sorriso que alcançou meus lábios. Eu não podia partir. Não agora. Não dessa forma. Ela merecia mais...

Eu corri para o quarto dela, sentei em sua cama e respirei profundamente. Olhei a minha volta com atenção, o pequeno quarto não estava tão diferente da primeira noite que eu estive ali – só mais organizado, talvez - o velho computador ainda estava no mesmo lugar e a pilha de livros ao lado da cama era quase a mesma.

Eu voltei por um momento a aquela primeira noite – a primeira vez que ouvi Bella dizer meu nome enquanto dormia. Quando ela me pediu para ficar. Eu lembrava perfeitamente da sua figura adormecida, com o cabelo escuro e selvagem em volta do rosto pálido, ela estava vestindo uma camisa furada e uma calça moletom surrada, os traços estavam relaxados e os lábios cheios levemente separados...

A imagem da perfeição.


karol

1 comentarios:

Monique Feels Tudo isso disse...

Que lindinho, eu não sei como Bella, tão desengonçada, consegue seduzir um vampiro! afis

Assuntos