Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

21 de dezembro de 2008

Conversa de Irmãos (trecho de Midnight Sun)

Esse é um dos trechos mais divertidos de Midnight Sun. É narrado pelo ponto de vista de Edward e as frases em itálico são pensamentos de Emmett Espero que aproveitem!

“Ninguém nunca te ensinou a não brincar com a comida?”, eu chamei por Emmett. “Oh, hei Edward!”, ele gritou de volta, sorrindo e acenando. O urso aproveitou sua distração para atacar com sua pesada para o peito de Emmett. As garras afiadas rasgaram sua camisa, e fizeram um barulho ardido quando rasparam em sua pele. O urso urrou por causa do barulho.
Aw diabos, Rose me deu essa camisa!

Emmett urrou de volta para o animal enfurecido. Eu suspirei e me sentei numa rocha. Isso poderia levar um tempo. Mas Emmett estava quase acabando. Ele deixou o urso tentar arrancar sua cabeça com outra patada, rindo quando o golpe rebateu e mandou o urso cambaleando para trás.

O urso urrou e Emmett urru de novo no meio de sua risada. Então ele se lançou contra o animal, que estava de pé nas patas traseiras, uma cabeça mais alto que ele, e seus corpos caíram no chão entrelaçados, levando um pinheiro adulto com eles. Os rugidos do urso foram quebrados por um engasgo.

Alguns minutos depois, Emmett correu para onde eu o esperava. Sua camisa estava destruída, despedaçada e ensangüentada, grudenta com seiva e coberta de pêlos. Seu cabelo escuro e encaracolado não estava com uma aparência muito melhor. Ele tinha um sorriso enorme no rosto.

“Esse era forte. Eu quase pude sentir quando ele me arranhou”.
“Você é uma criança, Emmett”. Ele olhou minha camisa lisa e limpa. “Então quer dizer que você não conseguiu alcançar o leão da montanha?”
“Claro que consegui. Eu só não como como um selvagem”.
Emmett riu a sua risada retumbante. “Queria que eles fossem mais fortes. Seria mais divertido”.
“Ninguém disse que você tinha que lutar por sua comida”.
“Tá, mas com quem mais eu vou lutar? Você e Alice trapaceiam, Rose nunca quer bagunçar o cabelo, e Esme fica louca se Jasper e eu realmente lutamos pra valer”.
“A vida é complicada, não?”
Emmett sorriu para mim, de repente arrumando sua posição para uma de ataque.
“Vamos lá, Edward. Desliga isso um minuto e luta justo”.
“Não desliga”, eu o lembrei.

“O que será que aquela garota humana faz pra te manter fora?”, disse Emmett, absorto em pensamentos. “Talvez ela pudesse me dar umas dicas”.
Meu bom humor sumiu. “Fique longe dela”, eu rosnei entre meus dentes.
“Nervosinho, nervosinho”. Eu suspirei. Emmett veio se sentar ao meu lado na pedra.

“Desculpe. Eu sei que você está passando por uma barra. Eu realmente tô tentando não ser um idiota sem coração, mas, desde que essa é meio que minha condição natural...” Ele esperou que eu risse de sua piada, e então fez uma careta. Tão sério o tempo todo. O que tá te perturbando agora?

“Estou pensando nela. Bom,me preocupando na verdade”.
“Mas há motivos para se preocupar? Você está aqui”. Ele riu alto.
Eu ignorei sua piada mais uma vez, mas respondi sua pergunta. “Você já parou para pensar em como eles são frágeis? Quantas coisas ruins podem acontecer a um mortal?”
“Não muito. Mas eu acho que sei o que você quer dizer. Eu não era muito páreo pro urso na primeira vez, era?”
“Ursos”, eu murmurei, adicionando mais um item na pilha. “Isso seria sorte dela, não? Um urso perdido na cidade. Claro que ele iria direto na direção da Bella”. Emmett soltou um risinho. “Você tá parecendo um louco falando, sabia?”
“Apenas imagine por um minuto Rosalie sendo humana, Emmett. Ela poderia esbarrar num urso... ou ser atingida por um carro... ou um trovão... ou cair das escadas... ou ficar doente – pegar uma doença grave!”, as palavras saíam da minha boca numa torrente. “Incêndios e terremotos e tornados! Ugh! Quando foi a última vez que você viu as notícias? Você já viu os tipos de coisas que acontecem com eles? Assaltos e homicídios...”. Meus dentes se apertaram, e eu estava tão enfurecido com a idéia de outro humano a machucando que eu não conseguia respirar.
“Uou, uou, calma lá, garoto! Ela mora em Forks, lembra? Então o que pode acontecer é ela tomar chuva”. Ele deu de ombros.
“Eu acho que ela tem sérios problemas de azar, Emmett, eu acho mesmo. Olhe as evidências. De todos os lugares para onde ela podia ir, ela acaba numa cidade onde vampiros são uma parcela significativa da população”.
“Tá, mas nós somos vegetarianos. Então isso não seria sorte, ao invés de azar?”
“Do jeito que ela cheira bem? Definitivamente azar. E aí, ainda mais azar, do jeito que ela cheira bem para mim”. Eu encarei minhas mãos, as odiando novamente.
“A não ser pelo fato de que você tem mais autocontrole que praticamente todo mundo menos Carlisle. Sorte de novo”.
“A van?”
“Isso foi só um acidente”.
“Você devia ter visto a van indo pra cima dela, Em, de novo e de novo. Eu juro, parecia que ela era algum tipo de ímã”.
“Mas você tava lá. Isso foi sorte”.
“Foi? Isso não e o pior tipo de azar que uma humana pode ter – que um vampiro se apaixone por ela?”
Emmett pensou sobre isso por um minuto. Ele ficou visualizando a garota em sua cabeça, e achou a imagem interessante. Honestamente, não consigo ver o que tanto te atrai.
“Bom, eu também não consigo ver muita graça em Rosalie”, eu disse rudemente. “Sinceramente, ela parece mais trabalhada do que um rosto bonito mereceria”.
Emmett soltou um risinho. “Eu não acho que você me contaria...”
“Eu não sei qual o problema dela, Emmett”, eu menti com um abrupto e largo sorriso.
Eu vi sua intenção a tempo de me defender. Ele tentou me empurrar pra fora da rocha, e houve um barulho alto quando uma fissura se abriu entre nós dois na pedra.
“Trapaceiro”, ele murmurou.
Eu queria dizer a ele que tentasse outra vez mais tarde, mas seus pensamentos tomaram um rumo diferente. Ele estava imaginando Bella de novo, mas imaginando-a mais branca, imaginando seus olhos vermelhos brilhando...
“Não”, eu disse, minha voz estrangulada.
“Suas preocupações com mortalidade acabariam, não? E aí você não iria mais querer matá-la. Não é o melhor jeito?”
“Para mim? Ou para ela?”
“Eu não liguei muito”, ele me lembrou.
“Rosalie ligou”.
Ele suspirou. Nós dois sabíamos que Rosalie faria qualquer coisa, abriria mão de qualquer coisa, se isso fosse torná-la humana de novo. Até mesmo de Emmett.
“É, Rose ligou”, ele concordou silenciosamente.
“Eu não posso... eu não deveria... eu não vou arruinar a vida de Bella, Emmett. Você não faria o mesmo, se fosse Rosalie?”
Emmett pensou nisso por um momento. Você realmente... a ama?
“Eu não tenho nem palavras, Emmett. Ela é o mundo inteiro para mim. Eu não vejo mais sentido num mundo sem ela”.
E mesmo assim você não vai transformá-la? Ela não vai durar pra sempre, Edward.
“Eu sei disso”, eu resmunguei.
E, como você mesmo reparou, ela é meio que quebrável.
“Acredite – eu sei disso também”.
Emmett não era uma pessoa com muito tato, e discussões delicadas não eram seu forte. Ele hesitava agora, querendo muito não soar ofensivo.
E você alguma vez poderá tocá-la? Quer dizer, se você a ama... você não iria querer, bem, tocá-la?
Emmett e Rosalie dividial um intenso amor físico. Ele tinha dificuldade de entender como alguém podia amar sem essa parte.
Eu suspirei. “Eu não posso nem pensar nisso, Emmett”.
Uau. Então quais são suas opções?
“Não sei”, eu suspirei. “Estou tentando descobrir uma maneira de... deixá-la. Eu só não consigo compreender como me fazer ficar longe dela...”
Com um sentimento profundo de gratitude, eu subitamente percebi que era correto que eu ficasse perto dela – pelo menos por enquanto, com Peter e Charlote chegando. Ela estaria mais segura comigo aqui, temporariamente, do que estaria comigo longe. Por um momento, eu poderia ser seu improvável protetor. O pensamento me deixou ansioso; eu queria voltar logo para poder cumprir esse papel pelo máximo de tempo.

Emmett percebeu a mudança na minha expressão. No que você está pensando?
“Agora”, eu admiti um pouco estupidamente, “estou morrendo para voltar para Forks e dar uma olhada nela. Eu não sei se agüento até domingo à noite”.
“Uh-uh! Você não vai embora mais cedo. Espera a Rosalie se acalmar um pouco. Por favor! Para o meu bem”.
“Vou tentar”, eu disse duvidosamente.
Emmett deu um tapinha no telefone no meu bolso. “Alice ligaria se existisse qualquer motivo pro seu ataque de pânico. Ela é tão estranha com relação a essa garota quanto você”.
Eu fechei a cara. “Está bem. Mas não passo de domingo”.
“Não há motivos para ter pressa para voltar – vai estar ensolarado, de qualquer forma. Alice disse que estamos livres do colégio até a quarta”.
Eu balancei minha cabeça rigidamente.
“Peter e Charlotte sabem se comportar”.
“Eu realmente não me importo, Emmett. Com a sorte da Bella, ela vai passear na floresta exatamente no momento errado, e –” eu hesitei. “Peter não é conhecido por seu auto-controle. Eu estou voltando domingo”.
Emmett assentiu. Exatamente como um louco.

3 comentarios:

jessy disse...

galera onde eu baixo esse livro pelo amor de Deus eu to desesperada!!!
eu tenho q ler issso me falem por favor!!!!
nossa essa foi dramatica..kkk
mas é serio vou ter um trem se num ler tudo!!!
bjim
o blog ta lindo!!!

Karol* tranqüilizando disse...

Jessy,
Eu vou postar todos essa semana.
Fique calma!
Bjs

Anônimo disse...

Vai ai o livro para baixar

http://www.4shared.com/file/80183684/a0bf9ce9/Sol_da_Meia_Noite__Midnight_Sun__-_Stephenie_Meyer_Tedigyn_wwwtherebelsde.html?s=1

Assuntos